bolsa de estudos

Bolsa de estudos para pós em Oxford passa a permitir brasileiros

Rhodes Scholarship é um programa de bolsa de estudos para pós-graduação que permite  passar de dois a três anos na Oxford University, na Inglaterra, uma das mais prestigiadas do mundo. Até 2017, a gama de nacionalidades permitida resumia-se a nascidos ou residentes permanentes nos Estados Unidos. Mas a partir de agora, incluirá representantes de quaisquer país do mundo, o que é ótimo para brasileiros.

A expansão foi possível porque a Rhodes Scholarship conseguiu um aumento de verbas, o que permitiu que o número de bolsa de estudo aumentasse de 98 para 100. Essas duas posições extras poderão ser, pela primeira vez na história, preenchidas livremente. E o mercado latino-americano é um dos que é citado por representantes como grande interessado nisso.

“Sem pontos de vista diferentes e ideias, nós não vamos responder às perguntas mais complexas que o mundo oferece. Estamos orgulhosos em poder anunciar uma oferta verdadeiramente global para os corajosos líderes jovens do resto do mundo”, afirmou Sir John Hood, presidente da Rhodes Trust, empresa responsável pelo empreendimento.

Não há limitação para as áreas de estudo: basta que a mesma esteja disponível na Oxford University. As opções vão de literatura e ciências humanas a matemática e biologia. A grande questão é que, pelo menos até então, tratava-se de bolsa de estudos extremamente difícil de conseguir.

Entre as exigências da Rhodes Scholarship estão: lista de principais atividades, fotografia, o apoio da universidade (ou faculdade) frequentada, pelo menos cinco cartas de recomendação, redação explicando os motivos de querer a bolsa de estudos, além de entrevistas presenciais. Não se sabe, ainda, como funcionará para estudantes internacionais. As inscrições costumam ocorrer em junho.

  • O que é a Rhodes Scholarships?

Criada em 1902, a organização leva o nome de Cecil John Rhodes, empresário britânico e político, que serviu como primeiro ministro da colônia do Cabo, hoje África do Sul. Morto em 1896, Rhodes deixou especificado em seu testamento o desejo de estabelecer um amplo programa de bolsa de estudos.

Os objetivos geram polêmica até hoje: “pela manutenção do Império Britânico, para colocar o resto do mundo não-civilizado sob o domínio britânico, pela recuperação dos Estados Unidos e para fazer a raça anglo-saxã um império único”. Trata-se de uma visão imperialista que fazia sentido na época em que Rhodes viveu, mas principalmente de tom supremacista que tem gerado críticas constantes.

Em um passado distante, nem as mulheres conseguiam participar do Rhodes Scholarships. A inclusão de duas vagas para estudantes internacionais é um sinal dos tempos. A seleção de 2017, por exemplo, prestigiou o maior número de negros da história – dez -, além de imigrantes asiáticos, muçulmanos e latino-americanos e um transgênero.

Foram mais de 2500 estudantes concorrendo pelas 98 vagas até então existentes. A partir de junho, brasileiros poderão entrar na disputa.

Para mais informações, acesse o site oficial neste link.

Fonte: The Pie News

Gostou do que viu? Solicite seu orçamento

Leave a Comment

Your email address will not be published. All fields are required.